5 sistemas construtivos para a sua obra

Um sistema construtivo é o método utilizado em uma obra para fazer a estrutura e sustentação dessa construção. Atualmente, existem diversos sistemas que podem ser utilizados em um projeto, sendo que cada um deles possui suas particularidades.

Cada sistema usa materiais e técnicas específicas, além de serem indicados para diferentes objetivos e projetos. É fundamental escolher o sistema construtivo correto para sua obra, porque esse método interfere bastante no visual e no custo da construção.

Para definir qual é o método mais adequado para seu projeto, você tem que contar seus objetivos para o engenheiro ou arquiteto responsável pela obra. Depois, esse profissional analisa suas necessidades, a área da construção, o orçamento disponível e outros detalhes do projeto para indicar o melhor sistema construtivo.

Mas, para que você já tenha uma ideia de quais opções existem, listamos aqui 5 sistemas construtivos para a sua obra. Continue lendo para descobrir as características, vantagens e desvantagens de cada um deles!

Alvenaria convencional

A alvenaria convencional, que também é conhecida como de vedação, é uma das opções mais utilizadas no Brasil. Nesse método, a construção é estruturada e sustentada por vigas, lajes e pilares feitos de concreto armado.

Já a alvenaria é utilizada para fazer a vedação da obra e separar os seus espaços. Geralmente, essa vedação é realizada com tijolos de cerâmica.

sistemas construtivos Raboni Engenharia

Vantagens

Esse sistema é bem tradicional no país, graças às suas vantagens. Entre os benefícios de escolher essa opção estão a facilidade de encontrar materiais e mão de obra, principalmente, porque esta não precisa ser especializada. 

Além disso, esse método suporta vãos médios, grandes e permite que mudanças ou reformas sejam feitas facilmente na construção.

Desvantagens

Assim como todo método construtivo, a alvenaria convencional também possui suas desvantagens. Entre as principais estão o alto custo da obra, a longa duração da construção, o grande desperdício de materiais e a geração de resíduos. 

Então, se você deseja ter uma edificação sustentável, por exemplo, a alvenaria convencional não é a melhor opção para seu projeto.

Alvenaria estrutural

A diferença entre a alvenaria convencional e a estrutural é que nessa segunda opção os blocos de concreto ou cerâmica são utilizados para fazer tanto a vedação quanto a estrutura da construção.

Por isso, um projeto de alvenaria estrutural precisa ser bem detalhista e estar de acordo com o projeto hidrossanitário, elétrico e as dimensões das aberturas. Afinal, as paredes são a própria estrutura da construção, então qualquer erro pode prejudicar bastante a casa ou edifício.

Vantagens

Como os blocos são usados na estrutura, na vedação e o projeto é bem detalhado, o método de alvenaria estrutural costuma gerar menos desperdícios e resíduos que outros sistemas.

Além disso, essa opção demanda menos mão de obra, gerando economia e qualidade no trabalho. O grau de dificuldade dessa construção também é menor quando comparado a outros métodos, por isso, a execução da obra é rápida.

Desvantagens

Apesar de demandar uma mão de obra menor, é necessário contratar profissionais especializados em obras de alvenaria estrutural, já que erros de prumo ou nivelação podem provocar acidentes.

Ainda, as ideias estéticas e os vãos livres são limitados no projeto. Um dado que você deve ter em mente também é que as paredes não podem ser removidas ou alteradas sem a adição de um elemento que suporte a carga estrutural da obra.

Wood frame

O wood frame é um sistema construtivo bastante famoso nos Estados Unidos, em que perfis de madeira de reflorestamento formam a estrutura da edificação. Essa madeira é maciça e contraventada com chapas de OSB (Oriented Strand Board, ou em português, chapas de tira de madeira orientadas).

As peças de madeira utilizadas na estrutura passam por tratamentos para ficarem protegidas contra cupins, brocas e a umidade. Elas ainda são pré-fabricadas e leves.

Vantagens

Esse método ainda não é muito utilizado no Brasil, mas ele vem se popularizando no país cada vez mais devido às suas vantagens. Um dos maiores benefícios desse sistema é que como suas peças são pré-fabricadas e leves, a execução da obra e instalação dos itens é ágil.

Por isso, a construção gera menos resíduos e é mais sustentável. Não é preciso também usar água no serviço, o que aumenta sua sustentabilidade. O custo do projeto ainda é mais baixo que de outros métodos. Após finalizada, a edificação apresenta um grande conforto térmico e acústico.

Desvantagens

Para fazer obras em wood frame é necessário contratar mão de obra especializada e no Brasil não há muitos profissionais que realizam esse serviço. Outra desvantagem do wood frame é que as construções feitas nesse método só podem ter até 5 pavimentos. 

É preciso ainda ter um cuidado especial com a impermeabilização das peças para garantir que não haverá vazamentos.

Steel frame

O steel frame é bem parecido com o wood frame, mas nesse caso, as peças da estrutura são feitas de aço galvanizado. Já a vedação da construção pode ser feita com placas de drywall, cimentícias ou de madeira. Assim como no wood frame, as peças são pré-fabricadas e não é preciso usar água na construção.

Vantagens

Esse sistema construtivo é ótimo para quem deseja ter uma obra sustentável, já que ele não utiliza água e gera poucos resíduos. Seu desenvolvimento também é rápido, porque suas peças são industrializadas.

A industrialização ajuda ainda a definir com mais exatidão o custo da obra e a fornecer mais uniformidade no resultado. Como o wood frame, o steel oferece conforto acústico e térmico.

Desvantagens

Da mesma forma que acontece no wood frame, as obras de steel frame demandam profissionais especializados no serviço, porém ainda é difícil encontrá-los no Brasil. O número de andares desse tipo de sistema também é limitado, então não é possível fazer grandes prédios com ele.

Concreto pré-moldado

Esse método construtivo é bastante popular no Brasil, sendo usado principalmente em projetos de empresas de grande porte e galpões. Nele, as peças estruturais de concreto são fabricadas em indústrias e, depois, transportadas para a obra. A vedação pode ser feita com placas de drywall ou cimentícias.

Como a estrutura da obra tem que ser transportada, o ideal é escolher uma empresa que fabrique as peças perto do local da construção.

Vantagens

A agilidade na obra, graças às peças pré-moldadas, é uma das maiores vantagens de escolher esse sistema. Ele também é interessante, porque costuma gerar poucos resíduos, permite que sejam feitas edificações com diversos pavimentos e com vãos de até 60 metros de comprimento.

Desvantagens

Uma de suas desvantagens é que ele demanda mão de obra especializada, assim como equipamentos e a contratação de uma empresa que faça as peças. Como os fragmentos da estrutura já chegam prontos, também não é possível fazer mudanças de última hora. 

Caso isso ocorra, podem haver grandes desperdícios de peças, e o tempo e valor da obra aumentam.

Após observar as características, vantagens e desvantagens dos sistemas construtivos, você já sabe qual é mais adequado para o seu projeto? Para ter o auxílio de uma equipe especializada e definir o método correto para ele, entre em contato conosco! 

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pocket
Share on email
Share on print

Ver também